Blog

MC Kevin e uma vida tirada pelas drogas
MC Kevin e uma vida tirada pelas drogas

MC Kevin e uma vida tirada pelas drogas

MC Kevin e uma vida tirada pelas drogas

Atores e cantores são ser referência para muita gente, contudo não é incomum que personalidades da música e cinema tenham contato com o uso esporádico ou recorrente das substâncias psicoativas, sendo assim Mc Kevin e uma vida tirada pelas drogas é um artigo de seriedade que a Mão Amiga Recuperação traz como forma de reflexão sobre essa tragédia.

Na gringa existe o famoso Clube dos 27, que é constituído de um grupo de artistas que morreram no auge de sua carreira, seja em consequência do uso de múltiplas drogas ou não. Brian Jones, Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison, Jean-Michel Basquiat, Kurt Cobain e Amy Winehouse são ilustres pessoas que tinham tudo pra dar certo, mas infelizmente, perderam suas vidas por overdose, suícidio e outros fatores como a depressão.

No Brasil temos dois artistas que tiveram suas vidas tiradas por overdose de múltiplas drogas como a mistura do álcool e cocaína, sendo Elis Regina e Chorão do Charlie Brown Jr. Fatos tristes, mas que servem de reflexão quando o assunto é a dependência de substâncias psicoativas e consequentemente seu abuso.

Deste modo, será que a morte de Mc Kevin está atrelada às drogas, ou simplesmente foi um acidente? Uma matéria exibida pelo Fantástico a respeito do drama do cantor de Funk, a reconstituição feita pela perícia no quarto 502 aponta que realmente Kevin morreu por acidente.

Contudo, a simulação e a entrevista envolvendo o Diretor da Polícia Civil no Rio, Antenor Júnior, aponta que a festa em que o Cantor estava, além de regada à álcool, também teve o consumo excessivo de drogas ilícitas e substâncias entorpecentes.

Kevin estava profundamente preocupado em ser surpreendido pela esposa por conta da infidelidade conjugal, foi para a sacada do prédio e posteriormente tentou passar para o andar abaixo, nisso a tragédia aconteceu.”

Por que a mistura de substâncias psicoativas contribuem para tirar vidas

Mc Kevin e uma vida tirada pelas drogas foi uma realidade chocante para todo o Brasil, mas afinal, porque a mistura de substâncias psicoativas contribuem para tirar vidas? É preciso entender a atuação de cada droga no organismo e posteriormente as consequências do uso concomitante das mesmas.

As drogas são classificadas em três categorias: perturbadoras, depressivas e estimulantes do sistema nervoso central. Mesmo que haja centenas de substâncias, ou elas deprimem, estimulam ou perturbam os sentidos dos usuários. Vamos focar em algumas delas:

Álcool é uma substância lícita vendida em qualquer lugar, mas o que muitos não sabem é a segunda que mais mata no mundo, perdendo apenas para o cigarro de tabaco. Depressor do SNC o álcool desacelera o organismo, relaxa e infelizmente pode levar à coma alcoólico e consequentemente à morte.

Droga ilícita e perturbadora do sistema nervoso central, distorcendo espaço e tempo, trazendo a sensação de relaxamento e conforto. Não há casos de overdose de maconha.

Entorpecente ilícito e perturbador do sistema nervoso central, podendo ser vendido em forma de tabletes ou papéis com resquícios do agente. Ação duradoura, e infelizmente pode levar as pessoas a ter atitudes inconsequentes, causando acidentes e morte.

Chás de cogumelos ou comer cogumelos é uma maneira de perturbar o sistema nervoso central e incitar as alucinações. Há casos em que o organismo da pessoa rejeita o composto, provocando náuseas e vômitos. Ouvir cores, barulhos e ter psicoses é o mais comum efeito dos cogumelos.

Poderoso estimulante do SNC, com altas taxas de dependência justamente por agir no córtex pré-frontal, mesmo lugar da sensação de prazer sexual e satisfação por comer.

Ecstasy é uma das drogas mais potentes e perigosas desenvolvida em laboratório. A metilenodioximetanfetamina é uma droga alucinógena (perturbadora) que provoca distúrbios importantes no organismo, e em casos de abuso, falência hepática.

Se usar uma substância psicoativa já é perigoso, imagine o porque a mistura de substâncias psicoativas contribuem para tirar vidas. Deprimir, estimular e perturbar as sinapses dos neurotransmissores, pode tirar o estado de atenção e levar o indivíduo a tomar atitudes inconsequentes, além disso podem custar a vida do usuário.

O caso de Kevin em meio ao uso de múltiplas drogas

A tragédia por conta do acidente, surpreendeu a todos, porém não se pode afirmar com clareza que MC Kevin teve uma vida tirada pelas drogas. O que constou no laudo da perícia é que ele consumiu MDMA, ou seja, uma droga alucinógena e podendo deturpar os estímulos sensoriais que permitem que a pessoa sinta medo, e não tome atitudes premeditadas.

O caso de Kevin em meio ao uso de múltiplas drogas encerrou com sua morte, porém o cantor já foi pego com outras substâncias ilícitas anteriormente. Em uma publicação feita pela revista Isto É, o cantor foi surpreendido pela Polícia Federal e pego com 2 gramas de cocaína. “Eu estava com cocaína” escreveu Kevin no Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Mão Amiga Recuperação propõe tratamento de pacientes que usam múltiplas drogas

O caso de Kevin em meio ao uso de múltiplas drogas e consequentemente o seu acidente, foi noticiado em todo o país. Chocou diversos fãs e consequentemente levantou questões importantes sobre a questão do abuso de drogas, assim a Mão Amiga Recuperação propõe tratamento de pacientes que usam múltiplas drogas.

Sabemos que na atualidade é comum que pessoas abusem não apenas de uma substância, mas de múltiplas. Pacientes adictos à cocaína e crack também fazem uso de álcool. Conjuntamente existem os jovens, que cada vez mais usam várias substâncias psicoativas em conjunto. Deprimindo, acelerando e perturbando o sistema nervoso central ao mesmo tempo.

Por fim, caso tenha lido nosso artigo a respeito de MC Kevin e uma vida tirada pelas drogas, atente-se e consequentemente previna-se. Saiba que é um risco para o seu organismo e que traz prejuízos irreparáveis. Contudo, persistir em um tratamento é uma forma importante de evitar situações terríveis como a relatada no caso de Kevin. O cantor pode ter sido um exemplo viral na mídia, mas quantos têm as suas vidas tiradas pelas drogas e estão no anonimato?

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.